site logo
 

PUBLICIDADE

img

18ª Edição - Festa da Fantasia0 comentário

Como Foi?

Tamanho da fonte A A

Publicado em 20/04/2013 00:00

Perfeito

Por Eva Taucci

Já pensou completar a maioridade e de comemoração ganhar uma luxuosa festa à fantasia? E se eu te disser que há 18 anos essa comemoração sempre foi à fantasia? Pois então, é claro que estamos falando da mais famosa festa de Goiânia, que já tem repercussão nacional e é, segundo a organização, a maior festa temática do gênero da América Latina: Festa da Fantasia, que em 2013 chegou à sua 18ª edição e foi realizada no último sábado, dia 20 de abril.

Foi uma noite de céu claro e lua tímida que emoldurou o cenário da festa: Ginásio Goiânia Arena, que recebeu várias tendas, tablados, carpetes e decoração luxuosa para sediar o evento. A super produção impressionou, como comenta a estudante Elisa Vieira, 21 anos, de Brasília, pela primeira vez na festa. "Sempre ouvi falar bem da festa, mas não tinha noção que fosse uma estrutura tão grande e com tantos detalhes. A decoração está linda! Meus parabéns aos organizadores e tchau pra vocês, pois não quero perder nenhum minuto de diversão", disse ela, saindo apressada e deixando a equipe aos risos.

Para a fisioterapeuta Kellen Oliveira, também foi como se fosse a sua primeira vez, mas na verdade era a segunda. "Fui há muitos anos, quando ela era realizada ainda no Jóquei Clube, e agora em 2013 voltei. São festas que não dão nem pra comparar em questão de espaço, estrutura. A festa evoluiu com o tempo pra melhor", salienta. A festa mereceu elogios da fisioterapeuta, que não reclamou do serviço de buffet e bebidas."Gente bonita e festa organizada", disse.

Reclamação sobre atendimento foi o que não se ouviu falar. Todos os entrevistados pela equipe do Arroz de Fyesta foram unânimes em elogiar o serviço de bar, que não deixou faltar bebida em hora nenhuma, e também sobre as comidinhas, que tinham entre os itens salgadinhos, risoto de frango, macarrão com vários molhos, pizza, sanduíche e até picolé. "O uísque servido era bom e que não faltou em nenhuma hora. Também tinha vodca Absolut à vontade. Toda hora víamos carregamento de gelo chegando, o que garantiu bebidas geladas a noite toda. Os salgadinhos estavam sempre quentes e o serviço de comida está de parabéns, porque não acabou em nenhuma hora, diferente de outros eventos que já fui", confessou a advogada Jordana Leitão, que foi à festa acompanhada de um grupo de amigas. 

Se as comidas, bebidas e estrutura eram só elogios, houve quem reclamou da música. "De novo a Leilah Moreno?", desabafou uma moça que pediu pra não ser identificada. A performance dos djs que animaram a noite foi ressaltada, mas ela reclamou que a cantora carioca já é figurinha carimbada das baladas goianas e que por isso está cansada de sua apresentação. "Fica essa dica para a organização, porque parece que não existem outros artistas para vir se apresentar. Chega de Leilah Moreno", declarou a moça fantasiada de Cleópatra. 

Falando nas pick-up’s, a lineup preparada pelos DJ’s Christian Luke (inglês) e pelos brasileiros Mex, Mário Fischetti e André Pulse agitaram a galera até o dia raiar. “É uma festa diferenciada, tanto pelo público que vai, como pela música que toca, pois é quase 100% eletrônica. Não tem espaço pra sertanejo ou outros estilos musicais. Parece que a balada é fora do país”, exagera o paulista Rodrigo Costa, que juntamente com sete amigos veio pra Goiânia exclusivamente para curtir a festa pela terceira vez. “Eu sou o único que estou pela terceira vez consecutiva. O restante ou nunca veio ou vem pela segunda vez”, explica. A vontade de voltar todo ano se explica numa característica genuinamente goiana: “Aqui é a cidade das belas mulheres. Virei todos os anos”, brinca o rapaz que se fantasiou de Capitão América e que pretendia fazer corações se apaixonarem na pista.  

Fantasias

É bem verdade que a cada edição existe os temas do momento, como na edição anterior houve uma invasão de fantasiados estilo "Adoçica": sunga, pochete, blazer e óculos.  Em 2013, a homogeneidade e a criatividade ganharam espaço e a moçada não apostou em um único personagem. Os mais comuns, reis e rainhas, personagens de desenhos animados, sultões, piratas, gladiadores, policiais e padres, se misturaram à criatividade dos Psy\'s, dos blocos de carnaval, coqueiros, cisne negros, bailarinas e ciganas. As fantasias mais originais ganhavam destaque por onde passavam e colecionavam pedidos para tirar fotos. "Já tirei mais de 20 fotos", disse o rapaz fantasiado de rapper coreano Psy. Diversidade também foi de público: gente dos quatro cantos do país, do Sul ao Norte, com grande número de turistas do Sudeste. São Paulo, Minas Gerais e Brasília foram os campeões nessa edição.

A festa, ao contrário do que diz o ditado popular, tem hora pra acabar. Ao contrário da edição de 2012, muitos táxis faziam  fila do lado de fora, esperando os baladeiros responsáveis. Assim, certamente, a festa é mais bonita: quando todo mundo vai e volta para casa com tranquilidade. Não houve registro de tumultos no trânsito, nem no início, nem no final da festa. Com multas pesadas no bolso, a consciência do "se beber, não dirija" está ganhando espaço entre a moçada. E que assim continue.

Estrutura

A equipe do Arroz de Fyesta esteve em peso na 18ª edição da Festa da Fantasia. Além de contar com dois fotógrafos clicando todos os detalhes do evento, e da presença do mascote inflável, esse ano, assim como em 2012, a festa também foi transmitida ao vivo pelo nosso site, com equipe de reportagem gravando matérias e link ao vivo fixo na festa, o que demonstra o nosso pioneirismo e vontade de inovar. Alessandro Junqueira, um dos organizadores da Festa da Fantasia, visitou a estrutura montada pelo diretor do site, Marcos Cardoso, e teceu elogios: “Vocês são nossos parceiros e estão entre os melhores sites de Goiás”. A equipe Arroz de Fyesta agradece a atenção que Alessandro, juntamente com os seus sócios e parceiros de projeto, sempre nos dispensou e fica feliz com o reconhecimento dos esforços que são empenhados para levar aos nossos internautas as informações precisas e de qualidade.                                                                                                                      

A Festa da Fantasia acontece em uma única noite, mas os trabalhos começam bem antes. Cerca de mil empregos diretos e indiretos são criados durante todo o período que compreende a festa, desde a montagem da estrutura, os serviços realizados no dia e depois a desmontagem de tudo. No final de semana da festa, a rede hoteleira comemora: a lotação de 100% dos quartos é praticamente garantida, assim como a locação de carros. Segundo a organização, cerca de seis mil pessoas deixam suas casas em outras cidades e Estados para curtir uma noite fantasiados. Os restaurantes e bares goianienses comemoram a lotação máxima no fim de semana do evento. As lojas de fantasia da cidade aguardam com ansiedade a data de maior movimento e faturamento. Enfim, é impossível negar que a maior festa de Goiânia só traga benefícios para a cidade.


 

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

marcos@arrozdefyesta.net