site logo
 

PUBLICIDADE

img

Entrevista: Taís Araújo fala sobre teatro e tv 0 comentário

Entrevista

Publicado em 25/05/2017 23:30

Taís Araújo
 

Foto: Jorge Bispo

 

Taís Araújo é múltipla. Casada com Lázaro Ramos, mãe de dois filhos (João Vicente e Maria Antônia), está no ar na televisão em Mister Brau (Rede Globo) e Saia Justa (GNT). A atriz também viaja em turnê pelo país com o espetáculo teatral "O Topo da Montanha". A peça poderá ser vista em Goiânia neste sábado (27), em sessão única, às 21h30, no Teatro Rio Vermelho. Clique aqui para saber mais informações. Protagonizada e produzida por Lázaro Ramos e Taís Araújo, o espetáculo é dirigido por Lázaro Ramos, com codireção de Fernando Philbert. Após uma temporada de quase um ano na cidade de São Paulo, a montagem já passou por Campinas, Curitiba, Belo Horizonte, Salvador, Ribeirão Preto e Rio de Janeiro.

 

O espetáculo faz alusão ao último grande discurso de Martin Luther King (I’ve Been to the Mountaintop). A primeira montagem estreou em Londres em 2009. Em 2011, ganhou versão na Broadway. Lázaro e Taís tinham vontade de fazer a peça no Brasil e isso acabou se tornando possível após a leitura da tradução feita por Sílvio José Albuquerque e Silva.

 

Conversamos por WhatsApp com a Taís sobre o espetáculo e sobre a sua participação no programa Saia Justa. Aperte o play e confira!


Confira na íntegra




O que você viu de diferente na tradução do Sílvio José Albuquerque e Silva, que motivasse a retomada da ideia de fazer o espetáculo?

A tradução do Sílvio, quando eu li, eu fiquei muito impressionada, porque eu já tinha lido em inglês e não tinha batido em mim da mesma maneira como bateu a tradução do Sílvio. Eu acho que o que muda a tradução dele para qualquer outra que eu tenha lido é que ele, o Sílvio, é um profundo conhecedor das duas culturas. Ele é um profundo conhecedor da cultura brasileira e da cultura norte-americana, então ele conseguiu traduzir sentimentos. Acho que esse é o grande segredo das boas traduções, quando você consegue traduzir os sentimentos.


Há semelhanças entre você e a personagem Camae?

Semelhanças entre mim e a Camae, hum, não sei... Acho que talvez não, talvez não tenham semelhanças não. Eu sou apaixonada por essa personagem, sou apaixonada pela Camae, é uma personagem muito especial. Eu adoraria ter a coragem de falar as coisas que ela fala (risos). Ela é muito mais corajosa que eu, mas eu adoro! Talvez popular, eu sou, eu gosto de cultura popular, ela é uma mulher do povo, eu admiro muito as mulheres do povo e eu me considero uma mulher do povo. Então talvez seja essa a grande similaridade.


Como tem sido a experiência de participar do Saia Justa? Há chances do "Saia Justa por Aí" vir pra Goiânia?

Ah, o Saia Justa tem sido uma delícia! A possibilidade de você aprofundar temas que normalmente passam ao largo, assim, né? Às vezes a gente pega, levanta, lê o jornal, mas você não verticaliza ali, né? Você no máximo verticaliza numa conversa de bar, com um amigo, quando tem tempo. Ali toda semana a gente está indo nesses assuntos e tendo a chance de botar as suas ideias, de ouvir outras ideias, discutir, tem sido muito bonito. Adoraria fazer o "Saia Por Aí" em Goiânia. Esse ano a gente fez Recife e vai fazer Campinas e BH. Esse ano não tem Goiânia nos planos, mas tomara que no ano que vem tenha.


Gostaria de convidar o leitor do site Arroz de Fyesta para assistir O Topo da Montanha em Goiânia?

Eu queria convidar todos os leitores do site Arroz de Fyesta pra assistir "O Topo da Montanha" em Goiânia. É só um dia, só dia 27, então eu espero vocês! Um beijo enorme e até lá!


PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.