site logo
 

PUBLICIDADE

img

Grupo Corpo por H.Stern: Segundo Ato 0 comentário

Moda e Beleza

Tamanho da fonte A A

Publicado em 13/09/2017 08:09

 

A coleção Grupo Corpo por H.Stern ganhou novas linhas de joias inspiradas em diferentes balés da companhia mineira de dança. Seguindo a espinha dorsal da coleção, originalmente lançada em 2009, as criações exaltam a força dos movimentos dos bailarinos e a magia cenográfica dos balés. 

Desenhados pela equipe de criação da joalheria, que mais uma vez dissecou as coreografias da família Pederneiras e de sua trupe em busca de novas inspirações, anéis e brincos ganham agora versão de ouro polido, refletindo também a luz intensa que ambienta os espetáculos d’O Corpo.

 

Joias cuidadosamente concebidas como pequenas esculturas traduzem movimento através da tridimensionalidade moldada no ouro e em pedras preciosas. 

 

A estética repleta de fortes contrastes do balé Breu, de 2007, foi traduzida pela H.Stern em joias de formas tridimensionais volumosas. Breu é definido como “a mais demolidora partitura de movimentos escrita por Rodrigo Pederneiras em 30 anos como coreógrafo do Grupo Corpo”. Compostas por uma teia retorcida de ouro amarelo com movimentos sinuosos e espaços vazados, fazem lembrar o espetáculo em seu marcado jogo de contrastes entre o preto e o branco, luzes e sombras, oposição das formas geométricas do cenário do figurino frente às curvas dos corpos dos bailarinos. Em anel e um par de brincos, a contraposição de formas é vista através de hastes retas de ouro contornadas por linhas cheias de curvas que desenham movimentos orgânicos em alusão à dança sensual. No anel, cinco aros com formas complementares são unidos discretamente por um pequeno elo na parte inferior, preservando a articulação e um suave balanço entre eles.

 

O intrigante visual das cordas suspensas no cenário do balé Triz, de 2013, deu origem a joias formadas por um fio contínuo de Ouro Nobre 18K - a liga exclusiva da H.Stern com tonalidade champanhe – que se entrelaça sinuosamente em um constante ir e vir. Por vezes, surge cravejado de diamantes cognac lembrando os bailarinos que vêm e vão no palco, como em passes de mágica. A linha conta com anel e um par de brincos longos que se assemelham à cortina de cordas do cenário por onde os corpos deslizam, constantemente por um triz.  

 

Por último, do balé Dança Sinfônica, de 2015, criado para a celebração dos 40 anos do Grupo Corpo, veio inspiração para a criação de joias que combinam lâminas brilhantes de Ouro Nobre a outras de ouro vermelho, em referência às suntuosas cortinas e collants de veludo vermelho-vinho que vestem o teatro e as bailarinas. A dualidade de tons de ouro remete aos belos duetos do espetáculo. O anel, formado por oito lâminas de ouro interligadas, tem discreto movimento, e assim como o par de brincos da linha ganhou acabamento polido e detalhes cravejados de diamantes cognac no interior da rica trama metálica. A composição escultural de lâminas paralelas sobrepostas cria um impressionante efeito ótico espelhado.


 

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

[email protected]