site logo
 

PUBLICIDADE

img

Vera Fischer apresenta 'Doce Pássaro' da Juventude em Goiânia0 comentário

Vem Aí

Tamanho da fonte A A

Publicado em 16/04/2018 07:08

 

Vera Fischer irá apresentar em Goiânia o espetáculo "Doce Pássaro da Juventude", no dias 28 e 29 de abril, no Teatro SESI. Dirigido por Gilberto Gawronski, traduzido pela atriz Clara Carvalho, o texto de Tennessee Willams foi adaptado por Marcos Daud para 10 atores. Os ingressos custam R$ 40,00 (meia) e R$ 80,00 (inteira). Eles podem ser comprados pelo site Compre Ingressos, Komiketo da T-4 e Call Center (4052-0016).
 
 
No espetáculo, Alexandra Del Lago é uma atriz decadente, inteligente, ególatra, talentosa, manipuladora e sem censura alguma. “A personagem é uma experiente artista, que se olha no espelho e enxerga uma velha fracassada. Com isso, foge para o interior e acaba conhecendo um homem mais novo, que almeja poder e sucesso”, detalha Vera, que produz o espetáculo, junto com Luciano Borges e Edson Fieschi. O ator Pierre Baitelli é o jovem galã ambicioso Chance Wayne, interpretado no cinema por Paul Newman. “A Vera escolhe personagens certos, sabe o que falar e se conhece muito bem”, conta o Gilberto Gawronski.
 
 
A trama se passa na década 1950, no sul dos Estados Unidos, em meio ao surgimento do KuKluxKlan, época marcada pela oposição aos movimentos civis, violência e discriminação racial. “Me identifiquei muito com a personagem, é como se o Tennessee fosse meu amigo e tivesse escrito tudo isso para mim”, conta Vera, que, além de Baitelli, divide o palco com Mario Borges, Ivone Hoffmann, Bruno Dubeux, Clara Garcia, Dennis Pinheiro, Juliana Boller, Pedro Garcia Netto e Renato Krueger.
 
 
A proposta da montagem é fazer uma encenação realista que trabalhe os signos teatrais: “A personagem Celeste (Juliana Boller) é uma figura cheia de luz, BossFinley (Mario Borges) é o chefe, enquanto Chance (Pierre Baitelli) é a sorte”, explica Gawronski, que trabalha pela primeira vez com um texto do autor. O cenário assinado por Mina Quental é um espaço neutro, no qual a cama e o palanque político são o mesmo lugar, fazendo uma metáfora entre sexo e poder. O figurino, de Marcelo Marques, remete aos anos 50, apenas o essencial entra em cena. A trilha sonora original foi especialmente desenvolvida para o espetáculo por Alexandre Elias. “Nos inspiramos no cinema americano da década de 50. Entre músicas, canções e vinhetas, misturamos instrumentos como saxofone, baixo acústico e piano com a música eletrônica”, explica Elias, ganhador dos prêmios Shell e Bibi Ferreira pela direção musical de “Gonzagão, a Lenda”.
 
 
Serviço:
Data e horário: 28/04, às 21 horas, e 29/04, às 20 horas
Local: Teatro SESI, Av. João Leite, nº 1013 - Santa Genoveva
Preço: R$ 40,00 (meia) e R$ 80,00 (inteira)
Ponto de venda: Compre Ingressos, Komiketo da T-4 e Call Center (4052-0016).

 

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

[email protected]