site logo
 

PUBLICIDADE

img

Entrevista: Paulo Gustavo e sua mãe Déa Lúcia0 comentário

Entrevista

Publicado em 07/04/2019 16:55

 

Foto: TV Globo

Paulo Gustavo vai homenagear novamente a sua mãe Déa Lúcia no teatro, só que desta vez ela também estará no palco. O espetáculo "Filho da Mãe" será apresentado em Goiânia no dia no dia 13 de abril (sábado), às 21 horas, no Teatro Rio Vermelho. Clique aqui para saber informações sobre os ingressos e pontos de vendas. No palco, os dois irão cantar e contar histórias divertidas sobre os anos de convivência. O show nasceu da vontade de Paulo Gustavo resgatar o passado de D. Déa, que teve uma carreira de cantora até o início dos anos 2000, quando formou um grupo responsável por animar festas de casamento, eventos, bailes e até serestas. Com banda ao vivo, além de conversarem com a plateia, eles apresentarão repertório que remete à memória afetiva de ambos, além de alguns hits atuais. Conversamos por WhatsApp com os dois sobre o espetáculo. Aperte o play para ouvir!


Confira na íntegra




Qual foi a reação da D. Déa Lúcia quando você teve a ideia de fazer um espetáculo junto com ela?

Paulo Gustavo- A minha mãe ficou muito feliz, muito emocionada, até porque a música é uma coisa muito forte na minha mãe. A minha mãe sempre quis ser cantora, mas ela tinha uma urgência de levar dinheiro para casa, que a impedia de ter calma para pensar numa carreira, numa possível carreira como cantora. Então ela não teve essa oportunidade por coisas, enfim, vida. Era um momento diferente da vida, de grana, de tudo, então ela não pode, teve que se virar em mil trabalhos para fazer um salário digno. Então eu falei para ela: "Mãe, eu vou pegar e subir no palco com você e você vai cantar tudo que você sempre quis. Vamos mesclar com músicas atuais e vamos conversar bastante com a plateia, falar das nossas memórias, das situações que a gente passou. Isso tudo com muito humor, obviamente, para ser um espetáculo de comédia". É comédia com música. Vai ser um espetáculo que vai mesclar música com stand-up. E ela está muito feliz. Está nervosa, mas está muito feliz, muito ansiosa para começar logo. É um presente meu para ela, não só para ela, mas para todas as mulheres fortes, batalhadoras, que se viram nos 30, que arregaçam as mangas e correm atrás dos seus sonhos, empoderadas. É isso que a minha mãe é e eu sei que tem muitas e muitas mulheres assim. Eu sei que esse assunto feminismo é um assunto que está em pauta, na minha casa sempre foi muita prática. A minha mãe é uma mulher muito forte, a minha avó é uma mulher muito forte, a minha bisavó, as minhas tias, então este espetáculo é para todas elas e para todas vocês.


Depois da D. Hermínia brilhar no teatro e no cinema, homenageando a senhora, esperava o convite para participar de um espetáculo com o seu filho?

D. Déa Lúcia- O Paulo Gustavo sempre me homenageia, a própria Dona Hermínia com as minhas características, e a gente está sempre junto. Nas entrevistas ele fala de mim. Esses anos todos ele sempre me colocou, praticamente, no primeiro plano, mas eu não imaginei que fosse chegar nesse ponto, dele me fazer esse convite, quase que como uma intimação para ele fazer essa homenagem, já que eu cantei na noite, anos e anos para sustentá-los. Então é isso, eu nunca imaginei e confesso que eu estou bastante tensa


O que o público pode esperar de "Filho da Mãe"? Mais músicas ou mais histórias divertidas?

Paulo Gustavo- Histórias engraçadas, divertidas nossas, que a gente está preparando em tópicos para contar e bastante música. Música antiga, música nova, música de boate. A gente vai cantar de Ary Barroso, Noel Rosa, Pixinguinha, passando por "New York, New York", "La Vie En Rose", chegando em Anitta, Ludmilla, Pabllo Vittar, Preta Gil e até Lauryn Hill a gente canta. Então é um espetáculo bem divertido.


A rotina de viagens da turnê ainda não começou, mas como você acha que será a convivência nos camarins, nos estúdios de entrevista, no palco e no atendimento aos fãs?

Paulo Gustavo- Ah, isso é uma coisa que eu tenho escola, mestrado e doutorado. Eu viajo pelo Brasil há 14 anos, já fiz bilhões de turnês pelo Brasil, mas muitas, nem sei te dizer. Acho que 20 turnês pelo Brasil eu já fiz. Com todos os quatro espetáculos que eu já tive em cartaz. "Minha Mãe é uma Peça" eu fiquei 12 anos em cartaz. Até ano passado eu estava em cartaz. Eu devo ter feito umas sete turnês. "220 Volts" eu fiz duas turnês. "On Line" eu fiz uma turnê. "Hiperativo" eu acho que fiz umas cinco turnês pelo Brasil, de ir e voltar, ir e voltar em várias cidades. Então eu acho que essa vai ser mais uma e vai ser mais uma especial, porque vai ser com a minha mãe. Conviver com ela no camarim vai ser do jeito que é conviver com ela em casa. Eu já conheço ela, já convivi, morei com ela 18 anos, então passar por 15, 20 cidades, 20 dias com a minha mãe, uma vez por semana no camarim eu tiro de letra. Para quem morou 18 anos na mesma casa, está tudo certo. E eu acho que vai ser muito divertido. Eu só fico preocupado com ela, porque ela tem 72 anos, então pegar avião e tudo mais é complicado, mas vai dar tudo certo. Com relação aos fãs, não vai ter surpresa nenhuma, eu sempre falo com eles igual em todas as cidades, sempre encontro com eles. Sempre faço questão, de quando eu posso, quando não tenho voo, quando não tenho uma gripe, quando não tem alguma coisa que impeça, eu estou sempre lá na porta falando com eles. Sempre preparo um lugar para a gente se encontrar depois do show. Eu tiro foto com o máximo de gente que eu consigo tirar de fãs, então eu sempre sou muito grato e trato com muito carinho esse contato, esse momento do show.


Quais são as expectativas da senhora sobre a turnê?

D. Déa Lúcia- Então, eu imaginei que a gente fosse fazer uma coisa só em Niterói, mas de repente está aí, o Brasil todo. Eu estou tensa, mas estou animada, estou feliz e estou do lado dele, né? Ele é garantia de que tudo vai dar certo, porque o povo ama. Ele é engraçado e ele vai fazer um stand-up comedy com música, uma coisa diferente. Ele está cantando super bem e é por aí.


Gostaria de convidar os leitores do site Arroz de Fyesta para o espetáculo em Goiânia?

Paulo Gustavo- Sim, queria convidar todo mundo do site de vocês, todo mundo que acompanha vocês para me acompanhar também com carinho no dia do espetáculo, porque eu fiz o espetáculo com muito carinho, me diverti muito fazendo e vocês vão se divertir bastante assistindo. Um beijo para vocês do Arroz de Fyesta! Beijo!


PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

[email protected]