site logo
 

PUBLICIDADE

img

Saúde & Bem-estar0 comentário

Colunas > Saúde

Tamanho da fonte A A

Saúde

Por Patrícia Moraes Quinan

Profissional da saúde com formação em Marketing e Administração, Cirurgiã-Dentista, CRO GO 5054, Pós-Graduada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), especializada em Gestão e Mercado de Luxo pela MCF Consultoria e especializada em Estratégias de Atuação no Mercado de Luxo pela TDL Agency. Sócia-fundadora e Chief Experience Officer do Grupo The1.

Publicado em 22/01/2019 13:19

 

Site iPED


Para a odontologia sempre foi clara a relação entre o aparecimento de doença sistêmica (em alguma parte corpo) e a presença de focos de infecção na boca.

 

As pesquisas científicas sempre demonstraram o quanto as bactérias da boca são patogênicas  e como é grande o potencial que elas possuem em contribuir para o aparecimento e o agravamento de quadros clínicos como diabetes, cardiopatias, lesões musculares e articulares, lesões inflamatórias persistentes em atletas, aumento do risco de parto prematuro em gestantes e vários outros problemas.

 

No entanto, quando o assunto é saúde e bem-estar, dificilmente vemos as mídias e os conteúdos informativos associá-los à saúde bucal. O fato é que sem saúde bucal,  a qualidade de vida é muito afetada. Isso além do perigo dos focos de infecção que funcionam como “torneiras” de bactérias sendo distribuídas pela corrente sanguínea, a chamada bacteremia. A falta de dentes ou uma oclusão inadequada (mal posicionamento dos dentes) prejudicam a mastigação e interferem no processo de digestão que se inicia na boca. Em consequência disso, existe o risco aumentado de problemas no estômago e fígado. Pacientes com mordida errada desenvolvem dores nas articulações, ouvido e dores de cabeça. Sem falar nos problemas psicológicos que uma pessoa pode desenvolver quando se sente insegura ou infeliz com o próprio sorriso.

 

Sem saúde bucal não há possibilidade de se sentir bem consigo mesmo. Todas as pessoas deveriam priorizar a saúde da boca, pois a maioria dos doenças da cavidade bucal são passíveis de prevenção, ou seja, elas podem ser evitadas com hábitos simples.

 

A cárie, a doença periodontal, as infecções endodônticas (problema de canal) abcessos, focos de infecção, a maioria destes problemas podem ser evitadas com cuidados básicos de prevenção e visitas periódicas ao dentista para realização de exames de rotina, procedimentos preventivos  e também, não menos importante, para o aconselhamento do paciente quanto aos hábitos de alimentação, higiene oral e mudança de hábitos nocivos.

 

Ter um estilo de vida saudável é fundamental para a boa saúde do corpo e da mente. E sim, a odontologia tem um papel fundamental que influencia diretamente o seu bem-estar no presente, mas que, acima de tudo, irá contribuir para o não aparecimento de problemas graves no futuro, já que os problemas bucais não diagnosticados e tratados  com certeza vão evoluir para doenças mais graves.

 

CUIDAR DA SAÚDE BUCAL É CUIDAR DA SAÚDE EM GERAL. O BEM-ESTAR E SAÚDE BUCAL CAMINHAM JUNTAS.

 

Faça prevenção! Visite um cirurgião-dentista e receba os benefícios de cuidar da saúde da sua boca.

 

Patrícia Quinan

CRO GO 5054


 

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

[email protected]