site logo
 

Mãe: pouco de Deus, tudo de anjo0 comentário

Colunas > Repórter Teen

Tamanho da fonte A A

Repórter Teen

Por Andressa B. Viana

15 anos, aluna do 2º ano do ensino médio

Publicado em 11/05/2008 07:15


Segundo domingo de maio, é data anual que se comemora o Dia das Mães.Tudo começou nos Estados Unidos, em meados de 1914, e foi se espalhando por vários países como o Brasil. Mas por que temos que reservar apenas um dia do ano para dedicar atenção especial às mães? Será que presentes e abraços devem ser dados apenas neste dia?



Muitas vezes as mães são lembradas apenas pelas broncas, proibições e imposições. As mães alertam os filhos quando eles cometem alguma atitude errada, não os deixam fazer tudo o que desejam e controlam os horários de chegada e saída de casa. Essas preocupações são maneiras encontradas por elas não somente para indicar o melhor caminho, mas também para aproximar de seus filhos, que em diversas vezes não lhe dão espaço para uma relação mais próxima e harmônica.



Apesar de quase nunca pararmos para avaliar o que essas mulheres são capazes de fazer por nós, filhos, elas não modificam a forma, nem a intensidade do amor que sentem. Independente do que fizermos, elas serão sempre as únicas em todo o planeta que sempre estarão ao nosso lado. São elas que perdem diversas noites de sono por um resfriado nosso ou porque chegamos tarde em casa. São elas que se preocupam com o sustento e com a necessidade de preparar os filhos para o mundo. Elas fazem tudo pela felicidade e pelo sucesso dos filhos, sendo capazes até de entregar a própria vida para protegê-los, se for necessário.



Toda mãe exerce um papel ímpar na vida de um filho, mas muitas vezes não reconhecemos esse valor. Uma hora pode ficar tarde para retribuir tanta dedicação. Em grande maioria, as pessoas que já perderam a mãe sentem grande falta de ter compartilhado vários momentos, de abraçar ou até de dizer um simples TE AMO. Para vocês que perderam essas oportunidades, e hoje o que resta é uma saudade imensa, procure dar lugar a esse sentimento, lembranças daqueles poucos momentos, mas únicos em que passaram vocês dois.



Avalie os seus comportamentos em relação aos seus pais. Não pelo fato deles serem os responsáveis pela sua existência ou por bancarem as suas despesas, mas sim por serem as pessoas que mais te amam no mundo. Nessa semana que sucede o Dia das Mães, procure estar mais presente na vida dela, porque o mais importante não são os presentes valiosos, mas aquele abraço que ela já não sente há muito tempo.



 

PUBLICIDADE

img

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

[email protected]