site logo
 

PUBLICIDADE

img

Goiânia recebe espetáculo sobre migrantes da borracha0 comentário

Vem Aí

Tamanho da fonte A A

Publicado em 29/01/2020 17:07

 

Márcio Honorato


Nos dias 12, 13 e 14 de fevereiro, no Teatro Centro Cultural UFG, uma parte quase esquecida da história do Brasil será apresentada em Goiânia, recontada na pele, suor e onomatopeias de Ezequiel Vasconcelos. Mineiro de Brumadinho, radicado no Rio de Janeiro, o ator apresenta na capital goiana o espetáculo “Arigó”. A entrada é gratuita e o trabalho está sendo realizado via financiamento coletivo, cuja campanha continua no ar, no site https://www.vakinha.com.br/vaquinha/espetaculo-arigo. Além do apoio coletivo, a Plataforma.art, responsável pela produção, está realizando uma campanha de arrecadação de alimentos, pedindo que cada espectador leve 1 quilo de alimento não perecível, nos dias do espetáculo.

 

A direção de produção é do goiano Felipe Porto, pela Plataforma.art. A peça conta a jornada do jovem Lázaro que, após perder seu irmão mais velho, se vê diante da missão de cuidar da sua família na aridez do sertão brasileiro. Além do espetáculo, serão ofertadas gratuitamente três oficinas. Uma delas, ministrada por outra goiana, já conhecida pelo público da capital: Lavínia Bizzotto, ex-bailarina da Quasar Cia de Dança, que assina a direção de movimentos de “Arigó”, cujo nome faz referência a pessoas simplórias, rústicas, também conhecidas como matutas, que vivem do próprio trabalho braçal. 

 

“Arigó”, na cultura popular do Norte do país, e também para o teatro de Ezequiel Vasconcelos e Marcelo Morato, são os brasileiros da época da 2ª Guerra Mundial que migraram para a Amazônia na década de 1940, para trabalhar na extração da borracha, que era exportada para fins bélicos, no cumprimento de um acordo entre EUA e o governo brasileiro. Um capítulo pouco conhecido da história do nosso país, que em 1942 recrutou dezenas de milhares de pracinhas, que deixaram suas casas e famílias tanto para ocuparem os fronts da Itália quanto para serem enviados à região amazônica, ambos em busca de servir a seu país.

 

Oficinas gratuitas:

12/02 – 4ª feira - das 13h às 17h - Oficina “CORPO - IMAGEM - SENTIDO: Tessituras para uma dramaturgia corporal”, com Lavínia Bizzotto;

13/02 - 5ª feira - 10h – Palestra com Felipe Porto sobre “Empreendedorismo Cultural sob a ótica de um ator”;

13/02 – 5ª feira - 13h – Oficina “A Dramaturgia de Ser” com Agnes Lobo;

14/02 – 6ª feira - 10h - será oferecida a oficina “O Ator Contador” com Ezequiel Vasconcelos;

Inscrições pelo E-mail: [email protected]

Todas as oficinas são gratuitas, mediante apresentação de 1kg de alimento não perecível.

 

Serviço:

Datas: 12/02/2020  a 14/02/2020

Hora: Quarta à sexta-feira às 20 horas

Local: Teatro Centro Cultural UFG

Entrada gratuita. Retirada de senha 1 hora antes do espetáculo.

 

PUBLICIDADE

img

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

[email protected]