site logo
 

Governo de Goiás dá início à implantação do Sistema Ferroviário Estadual0 comentário

Vem Aí

Tamanho da fonte A A

Publicado em 25/01/2023 01:37

 

Foto: Silvano Vital / Wildes Barbosa


O Governo de Goiás deu início às tratativas para implantação do Sistema Ferroviário Estadual (SFE), a exemplo do Sistema Rodoviário Estadual (SRE) que congrega a malha viária estadual. O projeto será conduzido pela Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), que promoveu, nesta segunda-feira (23/01), a primeira reunião com representantes dos setores interessados na ampliação do transporte multimodal – indústrias, empresas de logística, produtores, gestores públicos e outros – com o objetivo de apresentar a proposta, receber sugestões e elaborar, de forma compartilhada, um projeto de lei que autorize a criação de ferrovias no Estado.
 
Presidente da agência, Lucas Vissotto abriu o encontro enfatizando que o tema é prioritário para a Governo de Goiás, por determinação do governador Ronaldo Caiado, e que a criação do SFE será realizada em parceria com os setores envolvidos. “O investimento em ferrovias vai funcionar como fator indutor e catalisador de desenvolvimento para Goiás. Queremos ouvir as sugestões para elaboração de uma minuta do projeto de lei e para a definição do primeiro ramal secundário”, salientou. Vissotto ainda reforçou que a Goinfra irá buscar desburocratizar, ao máximo, a participação da iniciativa privada, seja com autorizações, desapropriações e até possíveis incentivos. 
 
“Temos de ser vanguardistas e avançar”, definiu o vice-governador Daniel Vilela. “É muito importante darmos esse passo. Essa reunião mostra a ousadia que a gente precisa ter; não só a Goinfra, não só o governo, mas o Estado de Goiás de uma forma geral”, destacou. Vilela defendeu que é preciso considerar as exigências do futuro e pensar a interligação da malha rodoviária aos demais modais de transportes, sejam ferrovias, dutovias, hidrovias ou aerovias.
 
A apresentação da proposta de criação do SFE e do potencial de Goiás para absorver o modal ferroviário ficou a cargo do diretor de Planejamento da Goinfra, Riumar dos Santos. Ele demonstrou traçados preliminares de ramais secundários para ligar às linhas-tronco já existentes no território goiano, por concessão do governo federal. “Investir nessa modalidade de transporte irá gerar desenvolvimento econômico. É uma política que reduz o tempo de viagem e a emissão de gás carbônico, retira veículos de cargas de rodovias, diminui acidentes, amplia o conceito de mobilidade e reflete positivamente no turismo, na cultura e na qualidade de vida de quem reside, trabalha e investe em Goiás”, explicou.
 
A partir do encontro desta segunda-feira, Vissotto criou um grupo de trabalho – integrado pelos participantes da reunião – para receber sugestões e elaborar o projeto que vai autorizar a criação do SFE em Goiás. O presidente programou, para fevereiro, a realização de um workshop para apresentar os resultados alcançados pelo grupo – incluindo a proposta de construção do primeiro ramal secundário no Estado. “Nosso objetivo é avançar rapidamente para beneficiar a integração entre os modais e o escoamento das produções industriais e agropecuárias”, pontuou.
 
Prefeito de Jataí, Humberto Machado elogiou a iniciativa da Goinfra e defendeu que é preciso traçar os ramais secundários visando desafogar grandes terminais de transporte marítimo, como o Porto de Santos, em São Paulo, e o de Paranaguá, no Paraná. Já o diretor da VLI Multimodal S.A, José Osvaldo Cruz, aconselhou que todo o trabalho seja realizado com pensamento voltado para a integração de modais de transportes. “Assim, poderemos formar um dos maiores e mais eficientes corredores de exportação do país”, completou.
 
Representante da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Célio Eustáquio de Moura também se dispôs a contribuir para a realização e a celeridade do projeto. Da mesma forma, a assessora da Confederação Nacional do Transporte (CNT), Maria Carolina Noronha, colocou-se como apoiadora da expansão ferroviária no Estado e à disposição para compartilhar informações e conhecimentos reunidos pela entidade. 
 
O vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Ailton Vilela, considerou o SFE como um projeto arrojado de multimodalidade, que faz ligações entre importantes regiões produtoras de Goiás e do Brasil. O debate sobre a implantação de ferrovias no Estado também contou com a participação de outros representantes da Goinfra, como o diretor de Manutenção, Adriano Mendes; o chefe da Procuradoria Setorial, Yuri Matheus Araújo Matos; o assessor especial da Presidência, Flávio Cavalcante; e o engenheiro Victor Emmanuel, da Rede Física.
 
Participaram ainda da reunião Herculano Caiado (Triunfo Logística); Laura de Paula Silva e Edeon Vaz Ferreira (Associação dos Produtores de Soja e Milho de Goiás - Aprosoja-GO); Guilherme Penin (Rumo Logística); Peter Van Hagen (Dynatest Engenharia); Alexandro Santos (Instituto para Fortalecimento da Agropecuária de Goiás – Ifag); Eduardo Alves e Edwal Freitas Portilho (Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás - Adial); Aurélio Alyson Alves Resende (Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação); Eugênio Carlos Torres (Construtora Sanches Tripoloni); Leandro Gondim (Fieg); Rafael Zanon (VLI Multimodal S.A); e Denimarcio Borges (Prefeitura de Rio Verde).
 

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

[email protected]