site logo
 

PUBLICIDADE

img

As incríveis geladeiras brancas e o Dia das Mães0 comentário

Colunas > Seus Direitos

Tamanho da fonte A A

Seus Direitos

Por Renata Abalém

Advogada, Conselheira Seccional da OAB GOIÁS e Presidente da Comissão de Direito do Consumidor da entidade.

Publicado em 11/05/2019 00:38

 

Em uma dessas peças que a vida nos prega – quem nunca? – ganhei uma geladeira branca de aniversário. Era um aniversário importante, começava ali uma nova década e quando a duplex (que não era uma Brastemp) chegou lá em casa, senti que tinha entrado na curva decrescente da vida... aquela que tudo passa a ser um plus e que todos me enxergavam como quem eu definitivamente não era. Meu Deus! Cadê aquele perfume maravilhoso? Aquela joia assinada, aquele anel que vale um carro, mas pode ser adquirido em 12 vezes? Onde estão as flores? O livro? A geladeira me faz pensar até hoje, depois de mais de uma década. E depois de mais de uma década, tenho a certeza que a curva na qual me encontro ainda é a crescente e que embora muitos não me enxerguem, eu não me perdi de vista.

 

Sim, sou mãe. E muitas como eu, nessa altura da vida, começam a se questionar sobre o sentido de todas as coisas. Nós mulheres estamos em um momento descortinador do nosso destino, pensando mesmo a jornada. Isso está acontecendo no mundo inteiro. Observe. Esse momento é aquele que antecede um grande salto. Muitas de nós, de todas as classes sociais e faixas etárias, começamos a mudar.. talvez seja o derrame de informação mundial – o acesso à informação nos trouxe um poder de pensamento nunca antes experimentado.

 

Geladeiras brancas não fazem mais sentido.

 

E chegando o segundo domingo de maio, essa reflexão passa a ser importantíssima, afinal, o que se quer é agradar as homenageadas. Mãe são pessoas, viu filhos?

 

Aliado a esse pensamento – de realmente agradar a pessoa e não carimbá-la com um presente que represente somente o papel social que ela desempenha, nós brasileiros não podemos deixar de olhar como está nossa economia. Um novo governo federal e estadual, reformas sociais e legislativas às portas, greves sendo ensaiadas e os meninos nas Universidades federais temendo perder o ano.

 

Mães pensam sobre economia, sobre futuro e se o seu resto do ano ficar comprometido com a geladeira branca, não a dê de presente. Se a televisão é muitoooo importante, tente comprá-la à vista, pela internet em sites confiáveis.. faça as contas mas não se endivide!

 

Mães gostam de filhos e família emocionalmente saudáveis e a saúde financeira de uma casa, seja a mais humilde delas, gera familiares mais equilibrados e um futuro mais promissor. Isso é muito mais importante para geração seguinte à nossa do que um eletrodoméstico com prazo de validade sendo diminuído a cada ano (antes uma geladeira durava décadas – agora não dura cinco anos) e com um parcelamento a perder de vista.

 

Agrade sua mãe, mas não se esqueça da sua mente e das suas emoções, elas fazem de você um filho melhor.

 

Feliz dia das mães... sem geladeiras por favor!

 

Renata Abalém


 

PUBLICIDADE

img

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

[email protected]